O cão mais caro do mundo

dogue_tibete_raca_portal_dog-3-318x200

Os cães são os melhores amigos do homem, todos sabem. Ok, mas ainda tenho preferencias por gatos. Porém, no caso do Mastim Tibetano, podem ser também o amigo mais caro. Ter um cachorro dessa raça rara é um símbolo de status entre os ricos da China. Por lá os animais são vendidos ao equivalente a R$ 1,5 milhão, os adultos. (O.O) Cerca de U$ 750 mil.

O Mastim Tibetano chama atenção por seu enorme tamanho – que lhe rende o título de um dos maiores cães do mundo – e beleza. Uma outra característica são seus pelos, espessos e volumosos. Assim, os animais vivem mais adequadamente em regiões frias.

Mastim Tibetano

São animais de estimação de grande porte extremamente leais e protetores. Descendem de cães caçadores das tribos nômades da Ásia Central e do Tibete. Acredita-se que a espécie começou a divergir (palavrinha estranha) geneticamente do lobo há 58 mil anos.

mastim3

4e9694499046e

Os ‘Mastins’  vivem uma média de até 14 anos, podendo pesar 130 kg e têm menos problemas genéticos de saúde que outras raças. Atualmente, restam poucos espécimes puros, principal motivo para a alta nos preços. No Reino Unido, restam cerca de 300 exemplares da raça, e essas têm somente UMA ninhada por ano. :O

24115422

Eles se alimentam de alimentos orgânicos, como cabeças de peixe cozidas, cascas de ovo em pó, óleo de fígado e ossos crus que ajudam a limpar os dentes.

mastiff-tibetano

São lindos, né? Pena que não são para o meu bolso 😦

Beijos,

Maiara

Anúncios

Omelette

Há alguns dias Madeline Sharafian, estudante da Universidade de Artes da Califórnia, publicou seu novo curta de animação, Omelette, e este já se tornou um viral. Ao som de Elis Regina, cantando Águas de Março, a história gira em torno de um depressivo homem solteiro, cansado e desanimado e seu fiel escudeiro cachorro, que além de recepcionar o seu dono, faz de tudo para agradá-lo, mas sem efeito. Nada do que o cãozinho faz parece surtir efeito no dono, que se arrasta até a cozinha para preparar o omelete. Temendo o pior, o cãozinho resolve preparar o omelete ele mesmo. E se esforça para que o dono não veja.

Madeline diz que sua inspiração para fazer Omelette foram suas memórias de família, pois cada um cozinhava algo para o outro. Com certeza é uma das animações mais fofas desse ano. É uma animação adorável. Para conferir o tamanho da fofura, basta apertar o play.

Beijos,

Maiara

Love Ever After

Após a morte de seu avô, Lauren Fleishman encontrou uma série de cartas de amor que ele havia escrito para sua avó em um livro, próximo a cama. Estavam casados há mais de 50 anos. Sabemos que viver ao lado de alguém não é nada fácil, ainda mais por tanto tempo. Isso é o que torna fantástico ver casais que etão juntos há muitos anos. Depois do episódio, Lauren resolveu dar início ao seu projeto “Love Ever After”, que reúne fotografias, gravações e textos de casais nova-iorquinos que, assim como seus avós, estão juntos há mais de 50 anos. Segue abaixo um ‘Spoiler’ do trabalho de Fleishman.

loveeverafter4

Pouco a pouco a gente vai envelhecendo, mas nada muda em nossos corações. O amor se fortalece. É assim que eu sinto. E acho que ele sente o mesmo. Sim, ele foi meu primeiro amor. Meu primeiro e último amor. (Leila Ramos, Brooklyn.)

loveeverafter3

Agora eu vou fazer 88 anos. Minha esposa tem 85 anos, e eu só espero viver mais uns 5 ou 6 anos de vida. Isso é tudo o que queremos. A gente não quer viver muito mais. Na verdade, eu sempre disse para minha mulher que eu queria chegar nos 94. É a meta da minha existência. Eu adoraria ver meu neto trabalhando e minha neta se casando. A gente quer que eles sejam tão felizes quanto nós fomos. (Moses Rubenstein,  Brooklyn)

loveeverafter5

A gente se conheceu antes da guerra, mas nunca havíamos nos falado. Ele estava com outras mulheres, porque ele era muito, muito mais velho do que eu. E ele era muito bonito! Era mais alto e era dono de um lugar onde fazia ternos. Quando voltamos da guerra ele foi à casa da minha irmã, e eu estava passando um tempo com ela. Em agosto, faremos 63 anos de casados. Posso dizer que o amor veio pouco a pouco, não de uma vez só. Éramos jovens e ele era muito mais velho do que eu, mas eu gostava dele. Ele falava comigo de um jeito muito agradável.(Golda Pollac,  Brooklyn)

loveeverafter6

Qual o segredo do amor? Um segredo é um segredo, e eu não revelo meus segredos! (Ykov Shapirshteyn, Brighton Beach, Brooklyn.)

Se quiser saber mais sobre o projeto, visitem o Site. Por lá você encontra mais histórias que, devo admitir, são encantadoras. Olhando assim dá até vontade de… Enfim  muito boa essa ideia  Eu adorei, e você?

Beijos,

Maiara